Brasil: Campeão do Mundo em Misões?

Brasil: Campeão do Mundo Em Missões?

Mt 9:35-38

(mensagem pregada em agosto 2002; as estatísticas são daquela época) 

Certavez, enquanto assistindo um dos jogos da Copa, um dos meus filhos perguntou, “Deus está torcendo por algum time na Copa?” 

Foiuma boa pergunta.  Será que Deus torce por algum time?  Todas as seleções provavelmente pensam, ou esperam, que Deus vista a camisa deles.  Por que time Deus torce? O Brasil já foi campeão do mundo no futebol muitas vezes. Mas será que pode ser campeão do mundo num sentido maior e melhor? Não estou falando de exportação de etanol, gado, café, cano de açucar, laranja, frutas e ferro.  Mas algo bem maior.  A exportação do Evangelho.  Será que podemos vestir a camisa de Deus, em vez de esperar que Ele vista a nossa? Se eu tivesse que descrever em uma palavra a paixão de Deus, a camisa que Ele veste, diria a palavra “MISSÕES”.    

Pense comigo sobre uma parábola . . . Era uma vez que os anjos estavam se apresentando diante do conselho divino, quando Deus anunciou que a hora do fim havia chegado.  O Evangelho precisava penetrar as últimas barreiras culturais e étnicas, e para isso precisava que um país tomasse frente do trabalho.  Foi então que Deus chamou um anjo representante de todo país para ouvir seu plano para ultrapassar as últimas barreiras do Evangelho.

Oanjo da Inglaterra se apresentou com seu plano, e Deus o elogiou, mas comentou que o plano exigia tempo britânico e era sofisticado demais.  O anjo da Alemanha também compartilhou sua estratégia, mas exigia tanta atenção a detalhes que parecia um tanto quanto acadêmico.  Deus agradeceu e enviou o anjo assistir um jogo de futebol amistoso com o Brasil.  Depois o anjo dos Estados Unidos sugeriu um plano, mas iria custar tanto que até Deus desistiu da idéia.  Finalmente, dois anjos levantaram praticamente ao mesmo tempo e, com muito entusiasmo, ofereceram planos ao mesmo tempo simples mas profundos; calorosos mas eficientes; inteligentes mas humanos.  Cada plano tinha suas peculiaridades, e o céu ficou bem dividido.  Mas ficou óbvio para todos que seria ou o anjo da Coréia do Sul ou o anjo do Brasil cujo país seria o bandeirante de missões até a última fronteira.  Qual país seria o campeão do mundo em missões?

Emmeio a tantos campeonatos futebolísticos, gostaria de voltar nossa atenção para um campeonato muito maior, um campeonato que gostaria de chamar “A Copa de Missões”.  Gostaria que um pouco da nossa euforia mundial fosse direcionada como Deus quer. Gostaria que aceitássemos o desafio de que o Brasil fosse o Campão da Copa de Missões Mundiais. Em vez de ficarmos fazendo embaixada e marcando tempo, devemos ser embaixadores alcançando o mundo para eternidade. 

Veremos3 estratégias para sermos campeão do mundo em missões . . . Mt 9:36-38

I.  Para ser Campeão de Missões precisamos compadecer-nos dos povos sem pastor (Mt 9:36)

O verdadeiro cristão tem seu coração voltado para pessoas, porque o coração de Cristo bate por pessoas . . . Gl 2:20. 

Jesusvivia em torno de pessoas.  Jesus veio a este mundo por causa de pessoas.  Jesus via pessoas—não números, não dinheiro, não programas (Mc 10:45—Ele veio não para ser servido, mas para servir e dar).  

Contexto:Jesus em Mateus é apresentado como Rei - não um Rei distante, mas próximo, um Rei que tem genealogias como a gente, um Rei que nasceu humilde, foi sujeito à tentação como nós, identificou-se conosco em batismo, era humilde e manso de coração. Quando chegamos aos cps 8 e 9, depois do longo discurso conhecido como o Sermão do Monte, o ritmo do ministério de Jesus acelera.  Ora está tocando no leproso imundo, tornando-o puro e limpo.  Ora cura o escravo de um soldado romano odiado; curando a SOGRA de Pedro, um paralítico, abraçando um publicano (político corrupto), sarando a mulher com fluxo, ressuscitando a filha de Jairo, curando 2 cegos, um mudo.  ONDAS E ONDAS DE PESSOAS COMO OVELHAS SEM ESPERANÇA, SEM APOIO, SEM SUPORTE, SEM AONDE RECORRER, COM TANTAS NECESSIDADES.  Agora, há uma transição no ministério de Jesus.  Agora, a atenção do leitor é voltada para a continuidade do ministério de Jesus pelo discipulado, o preparo de obreiros num ministério de multiplicação.   

Apalavra “compadeceu-se” vem de uma palavra relacionada às entranhas de uma pessoa . . . Jesus ficou comovido, incomodado com a situação de tantas e tantas pessoas ao seu redor. Hoje a nossa tarefa aumentou exponencialmente.  Hoje há mais de 6 bilhões de pessoas na face da terra.  Quanta compaixão devemos mostrar! 

    “Aflitas e exaustas”— (NVI: aflitas e desamparadas)  = “atormentados, preocupados, perturbados” (Mc 5:35, Lc 8:49;  Lc 7:6)            cf. Mt 11:28—“cansados e sobrecarregados”.  Jesus quer ser o bom pastor das ovelhas perdidas, “mas como invocarão aquele em que não creram?  E como crerão naquele de quem nada ouviram?  E como ouvirão, se não há quem pregue?  E como pregarão se não forem enviados?  Como está escrito, “Quão formosos são os pés dos que anunciam coisas boas!”  (Rm 10:14-15). 

   “Ovelhas sem pastor”—Que situação extremamente triste!  (cf. Ez 34:2-4; Zc 11:5). Jesus via além do óbvio e superficial.  Via o destino daqueles que não o conheciam. (14:13-14 (multidão); 15:32, Jo 11:33,35, 38 (Lázaro); Mt 23:37 (Jerusalém); Is 53:3 homem de dores e que sabe o que é padecer”; Mt 20:30,34 (2 cegos); Mc 1:40-41           

Aépoca da Copa do Mundo oferece um ótimo teste de tudo isso.  Que oportunidade fantástica para renovar nosso compromisso para com a seara do Senhor!  Durante um mês inteiro assistimos de forma nítida as diferenças entre raças e nações, povos e tribos, todos amados por Deus, todos comprados pelo sangue de Seu Filho.  Suecos e Senegaleses.  Mexicanos e ingleses.  Coreanos e Paraguaios.  Dinamarqueses e Nigerianos.  Não podemos assistir a Copa do Mundo sem voltar nossos pensamentos para missões, esse mundo que Deus tanto ama, e nossa responsabilidade nele! 

Emmeio às multidões, Jesus via pessoas! Se a população do mundo inteiro fosse reduzida para uma vila de somente 100 pessoas, como seria dividido?            

     57 da Ásia        21 da Europa   14 do Ocidente            8 da África            

    70 não brancos, 30 brancos;             

    52 mulheres, 48 homens           

    89 heterossexuais, 11 homossexuais           

   6 pessoas com 59% dos bens; 94 pessoas com 41% dos bens. 

   80em alojamento inferior; 70 analfabetos; 50 mal-nutridos; 1 morrendo; 1 grávida; 1 com educação pós-colégio; 1 com computador pessoal.  (Dr. Phillip M. Harter, Univ. de Stanford, Escola de Medicina) 

Nãosei como você reage diante de estatísticas, números, porcentagens.  Sem dúvida, os números são assustadores.  Mas Deus não quer que vejamos números, mas pessoas.  Que encaremos TODAS as pessoas com os olhos de Jesus, mas que não nos desanimemos pelo fato de que não podemos resgatar todos. 

II.  Para ser Campeão de Missões precisamos considerar a necessidade de obreiros. (Mt 9:37)

    “a seara (colheita) é grande”--

*Se toda a população do mundo fosse 26 pessoas, seriam:           

2 budistas                    4 hindus           5 muçulmanos             8 ateus           

4 católicos                   3 protestantes 

*A cada 10 minutos morrem 26 pessoas . . .  

*Desde 1960 e 2000 a população do mundo DOBROU de 3 a 6 bilhões de pessoas.   

*Há 482 cidades com mais de 1 milhão de habitantes, e 20 com mais de 10 milhões. 

*Existem 12.000 grupos lingüísticos dentro das nações do mundo, muitos que ainda não tem nenhum testemunho evangélico.  Há entre 7000 e 13.000 línguas, e talvez 30.000 dialetos distintos no mundo.  Mas depois de 2000 anos de cristianismo, somente 383 línguas têm a Bíblia inteira, com mais 987 Novo Testamentos. 

60% das línguas do mundo não tem nenhuma porção das Escrituras em sua própria língua (embora 91% das pessoas no mundo tem uma parte da Palavra acessível em sua própria língua. 

*O grupo religioso que cresce mais rápido no mundo são os muçulmanos.  Somente 7% das pessoas no mundo são evangélicos. 

*Segundo a ONU, a cada ano somam-se 86 milhões de novos habitantes ao planeta, durante o período 1996-2015. 

*ONU estima entre 7,10 e 7,83 bilhões de habitantes do mundo em 2015, ou seja, um acréscimo de pelo menos 1,3 bilhões em 20 anos (o equivalente à população atual da Europa e África juntos!)            

João 4:35, 36. Não dizeis vós que ainda há quatro meses até à ceifa?  Eu, porém, vos digo: Erguei os vossos olhos e vede os campos, pois já branquejam para a ceifa. O ceifeiro recebe desde já a recompensa e entesoura o seu fruto para vida eterna. E, dessarte, se alegram, tanto o semeador como o ceifeiro.

   “os trabalhadores são poucos”— 201.928 missionários enviados no mundo inteiro: 104.196 em seu próprio país, 58.357 numa cultura próxima.  Somente 97.732 servem num país estrangeiro, levando o Evangelho aos confins da terra.  Existe um missionário no mundo para cada 30.032 pessoas!  (Obviamente, isso não inclui pastores locais nacionais, mas se metade do mundo ainda não foi alcançada pelo Evangelho, seria 15.000 pessoas para cada missionário, ou seja, se você evangelizasse uma pessoa por dia, 365 dias por anos, demoraria 41 anos para alcançar esse povo!)

 III.  Para ser Campeão de Missões precisamos Clamar ao Senhor da seara por mais obreiros! (Mt 9:38)

Estranha a conclusão de Jesus!  Pede para eles orarem.  Pedir.  Mais nada.  Certamente não seria a nossa resposta diante tão grande necessidade!  Eu teria falado, “Vamos, gente.  Tem uma necessidade aqui.  Vamos fazer uma campanha.  Vamos recrutar gente. Vamos fazer um concurso.   Vamos dar brindes para quem deseja ser missionário.  Vamos fazer um sorteio. Vamos fazer a coisa acontecer!”

Jesusfala, “Peça.  Ore.  Clame.  Rogue.”   Mostramos nosso interesse no mundo nos joelhos.  Mas cuidado!  Essa oração pode ser perigosa para sua carteira . . . e seus filhos!  Isso porque Jesus sabia que a oração sincera pelo mundo iria mudar somente a minha vida, mas a vida daqueles ao meu redor.              

Mt 10:1,5 Os que oraram, foram! Opapai que realmente se compadece do mundo, que considera a necessidade de obreiros, e que clama a Deus, vai colocar a vida de seus filhos no altar de Deus.  A mãe que faz essa oração vai almejar que seus filhos façam parte da resposta.  A família que ora assim terá não somente seus olhos mas sua conta bancária fixada nos confins da terra.  O mundo será nossa paixão.   Contribuir para a expansão do Reino deve ser nossa alegria.  Enviar nossos próprios filhos, a maior honra.   

Obviamentenão estamos numa competição para ganhar almas.  Não existe um prêmio especial se o Brasil for o “campeão”.  Mas a idéia é que a quem muito foi dado, muito também será pedido.  Brasil está tomando seu devido lugar como celeiro de missões mundiais.  Para isso, temos que reconhecer que vivemos em dias estratégicos, e colocar toda nossa força em prol dessa tarefa.  Se não Brasil, quem?   

Por que obreiros brasileiros?1)    5o maior país no mundo2)    8a maior economia do mundo3)    População jovem  (63% da população menos de 29)4)    Penetração livre em quase todos os países do mundo (o brasileiro é aceito por todos!)5)    Fácil adaptação do povo às realidades novas. (o famoso jeitão brasileiro) 

Temosa responsabilidade de cooperar com Deus no levantamento de obreiros para a seara!  Oramos.  Encorajamos.  Incentivamos.  Não falamos, “restam 4 meses até a ceifa” mas desafiamos obreiros para entrar já nos campos.  Contribuímos para manter os obreiros nos campos do mundo.  Nossa paixão deve ser conforme Jesus, de ver mais e mais trabalhadores . . . 

País Mission. No Exterior Mission. Nacionais Total
EUA 46.381 64.084
Coréia do Sul 10.646 12.279
Inglaterra  5.666 8164
Brasil 1.912 5801
Alemanhã  3.228 3953
Austrália  2.019 4167
India    352 41.064

 

Brasil está em quarto lugar, mas o primeiro e terceiro, EUA e Inglaterra, estão PERDENDO missionários mais rápido que vão ao campo.  Inglaterra tem somente um missionário protestante para cada 6 igrejas.   

Conclusão da parábola:  O Anjo do Brasil e o Anjo da Coréia apresentaram seus planos.  Deus ouvia com atenção.  Quem seria o líder do movimento final de missões?  Quem seria o campeão do mundo em missões?  O dragão vermelho, ou o verde e amarelo.  Basta dizer que Deus nunca gostou de dragões.