Casados no Motel?

Caro Pr. David.

Tenho uma dúvida e gostaria de saber sua opinião sobre um casal crente ir a um motel. No meu entendimento eu não acho legal e até por alguns textos como Hebreus 13.4, entre outros que me dizem que devo proceder de forma contrária a do mundo e principalmente pelas situações que um motel é usado. Desde já te agradeço.

 

Amigo:

Questão difícil...principalmente porque a Bíblia não fala diretamente ao assunto, e talvez por isso seja difícil afirmar ser "pecado" o casal casado, crentes, irem para o Motel.

Por isso, teremos que aplicar alguns princípios para avaliar a questão.

1) A questão do testemunho.  Por ser  um lugar associado com atividade sexual irregular, o perigo de ser visto entrando no Motel é grande.  Poucas pessoas iriam concluir que era o casal casado entrando.

2) A questão do precedente.  Temo quando precisamos procurar melhores e maiores estímulos para uma vida sexual normal.  Por que um motel?  Novamente, a associação com sensualidade na cultura e a atmosfera propositalmente sexual levanta fortes dúvidas quanto à motivação e o que ocupa os pensamentos (Fp 4.8).

3) A questão da privacidade.  O relacionamento sexual conjugal é algo altamente particular (Gn 2.24, 1 Co 7.1-5, Hb 13.4).  O motel já expõe o casal de certa forma constrangedora.

4) Acima de tudo está a glória do Senhor (Cl 3.17,23). À luz das considerações acima, acho no mínimo questionável se os perigos possíveis de freqüência a um motel não diminuem o “espelhar” da glória do Senhor no relacionamento à dois (Gn 1.27).

Reconheço que há MUITA liberdade entre o casal casado para desfrutar do relacionamento sexual entre eles, desde que haja pleno acordo (1 Co 7.1-5), naturalidade nos atos sexuais (Rm 1), e maior preocupação com o bem-estar do OUTRO acima do meu (1 Co 7.1-5).  Acho difícil (não impossível) a ESPOSA desejar ir para o motel, e se o marido insistir nisso, estará quebrando o maior princípio da sexualidade (e da vida cristã) nas Escrituras, que é o amor “outro-cêntrico”, fazendo para agradar ao outro e não a si mesmo.

Espero que seja uma pequena ajuda...

Davi