Traição no Namoro

Namoro e Traição (a vontade de Deus)

Olá,

Tenho 23 anos.  Namorei durante 4 anos e fiquei noiva. Minha história é muito comprida, mas vou abreviar.  Ficamos noivos, e nos afastamos da Igreja.

Sofri muito, pois meu noivo aprontava demais comigo, mas eu sempre perdoei.Ele já não me dava mais atenção, nem carinho como antes.Então não sei porque acabei o traíndo, voltamos para a Igreja e eu contei toda a verdade à ele. Ele terminou tudo e agora voltamos tem três semanas, mas ele quer me deixar de novo pois diz que não aguenta mais , e só fica pensando no que eu fiz. Estou sofrendo muito, muito mesmo.Por favor ajude-me! Muito obrigada!

 

Irmã:

Realmente sua situação é difícil.  Há vários fatores que me preocupam, mas confesso que estou opinando baseado em alguns poucos fatos que você relatou.  O que me preocupa:

    1) O fato do namorado "cansar" do relacionamento e "aprontar" contigo

    2) O fato do namoro ter afastado você(s) da igreja

    3) O fato da traição, que revela atitudes e motivações na esfera do coração que precisam ser examinadas e tratadas

    4) O fato da ameaça de uma nova separação

Diante de todos esses fatores, que indicam muita instabilidade no relacionamento, preciso perguntar, "Será que esse namoro realmente está na vontade de Deus?" Se "pelos frutos os conhecereis", teria que dizer que os frutos desse relacionamento não são nada bons.  Não significa que não pode haver esperança para o futuro, mas sem um acompanhamento bem de perto e algumas mudanças radicais, minha sugestão seria no mínimo permitir (ou pedir?) um afastamento durante um período para cada um avaliar a razão de namorar, o nível do compromisso, a vontade de Deus, etc.  Tempo é sempre um aliado em relacionamentos.  Lembre-se disso. 

Sempre MUITO importante para mim nesses casos é saber do envolvimento e da opinião de:

    1) Pais

    2) Pastores e líderes espirituais

    3) Irmãos, irmãs, amigos chegados

Essas pessoas estão a favor ou contra?  Se contra, já pode ter certeza de que esse namoro não está na vontade de Deus, pois Ele usa as autoridades em suas vidas para direcioná-los (Pv 21.1, 1 Pe 2.11ss.).  Preste atenção a essa "multidão de conselheiros".

Sei que essas respostas talvez sejam superficiais, devido a falta de informação.  Também talvez não sejam do seu agrado.  Peço que Deus lhes dê muita sabedoria para lidar biblica e sabiamente com o passado para poderem planejar um futuro maravilhoso.

Um abraço,

Pr. Davi Merkh