Tomar a Sua Cruz?

PERGUNTA:

Bom dia Pr. David.   

Poderia, por favor , me explicar o que significa “tomar a cruz” nos vss que seguem? Como aplica-se na vida do crente hoje? 

Mateus 10:38e quem não toma a sua cruz e vem após mim não é digno de mim.   

Mateus 16:24 Então, disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me.   

Marcos 8:34 Então, convocando a multidão e juntamente os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me.   

Lucas 9:23 Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me.   

Lucas 14:27

E qualquer que não tomar a sua cruz e vier após mim não pode ser meu discípulo.  

RESPOSTA:

Obrigado, irmão, pela pergunta.

Primeiro, “negar-se a si mesmo” significa viver uma vida  de auto-negação, em que a vida de Cristo é vivida em e através de nós.  A vida de Cristo foi uma vida entregue para outros (Mc 10.45, Lc 19.10).  Quando abrimos mão dos nossos “direitos”, privilégios, tempo, bens e lazer para servir a outros, sem chamar atenção a nós mesmos, estamos vivendo a vida de Cristo.  “Negar-se a si mesmo” é isso. 

Segundo, "carregar a cruz" significa , em primeiro lugar, identificar-se com Cristo e seu sofrimento por nós na cruz (Rm 1.16).  A cruz foi um instrumento de morte violenta e VERGONHOSA.  Jesus morreu INOCENTE, mas exposto, nu, pendurado entre céu e terra, carregando nossa sujeira sobre si mesmo.  Quando somos mal-tratados por Cristo, “envergonhados” porque usamos com coragem o nome dele, estamos carregando a cruz.   

Também tomamos a cruz de  Cristo quando suportamos, por amor, a vergonha e as conseqüências do pecado de outras pessoas.   Não podemos acrescentar nada à obra final de Cristo.  Suportamos o pecado de outros, não no sentido de SUBSTITUIÇÃO (como Jesus fez por nós) mas no sentido de CONSOLAÇÃO e MINISTÉRIO.  Ou seja, carregando os fardos de outros, fruto do pecado individual ou fruto do pecado “corporativo” como membros sofridos da raça humana que jaz no Maligno e por isso geme (Rm 8.19-27). Ministramos para essas pessoas para que conheçam o Deus de toda consolação(2 Co 1.4), e sejam cada vez mais parecidos com Cristo (2 Co 3.18).  Essa é a natureza do ministério verdadeiro. 

Carregar a cruz não significa, como alguns “humoristas” às vezes sugerem,  suportar a sogra!  Não significa agüentar um emprego ruim, um patrão chato, ou uma situação financeira desesperadora.  Significa decidir amar ao irmão e pagar um preço para que ele conheça a Deus melhor.  Foi EXATAMENTE isso que Jesus fez!