Devocionais Dirigidas II: Provações (6)

Dia 1: Tiago 1:2

Este texto clássico sobre provações na vida do cristão nos lembra da ação soberana de Deus em meio às dificuldades das mais diversas. 

& Leia Tiago 1:2-4. Observe bem os termos usados no versículo 

Faça algumas observações e/ou aplicações sobre os detalhes que você percebe   

   -“Meus irmãos” (Para quem Tiago escreve?  O crente passa por provações?)   

   “tende por motivo de toda a alegria”(Alguma surpresa aqui?) 

   “o passardes” (O verbo grego traz a idéia de uma “emboscada” cf. Lc 10:30.  Você já passou por uma “emboscada” de provações?  Como?  Quando)   

   “várias provações” (o termo “várias” foi usado na Septuaginta para descrever a tunica “multi-colorida” de José; aqui caracteriza a multidão e a variedade das provações enfrentadas pelos leitores):   

Escreva uma paráfrase do versículo 2, esclarecendo o significado para sua vida:  

Você já sentiu que estava passando por uma “emboscada” das mais variadas provações?  Quando?  Por quê?  

O que você aprendeu como resultado daquele período difícil em sua vida?  Algum texto da Palavra de Deus foi de grande consolo?  Anote a referência aqui e compartilhe o texto com seus colegas do grupo pequeno:     

Hoje você consegue dar graças pelas provações que você passou?  Somente o Espírito de Deus pode capacitá-lo com este tipo de atitude.  Ore pedindo que Ele lhe dê a alegria e a certeza de que há de completar a boa obra que começou em você (Fp 1:6) e que vai usar a provação para formar a vida de Jesus em você.  

 

Dia 2: Tiago 1:2-4  

Continuemos neste texto que nos dá a razão pela qual o cristão pode considerar a provação como motivo de alegria.  Medite nestes versículos à luz das dificuldades que você está passando agora.  

Leia Tiago 1:2-4, prestando atenção especial aos versículos 3 e 4

Versículo 3 começa com a palavra “sabendo”, que parece dar a RAZÃO porque podemos olhar para sofrimento como sendo um motivo de alegria.  Qual a razão que Tiago menciona? 

Em que sentido a provação é da nossa FÉ? 

Por quê ele não falou “a provação do vosso ânimo? Alegria?  Perseverança?    

O alvo de Deus é que nossa fé seja confirmada ou “aprovada”.  (O termo é “dokímion”,  forma de “dokimos”, nome de uma das turmas recentes do SBPV). 

Veja Gn 22 para um exemplo deste tipo de “teste”. 

Leia versículo 13.  A mesma palavra grega traduzida “provação” no vs. 2 é traduzida “tentação” aqui.  Esse “jogo de palavras” aponta uma diferença na fonte de cada uma.  Qual a fonte de cada?   

Qual a diferença principal entre “provação” que vem de Deus, e “tentação” que vem do Inimigo?   Qual o alvo de cada uma?   

Você conseque imaginar uma situação que poderia ser, ao mesmo tempo, uma provação (teste) do Senhor e uma tentação de Satanás?   

Você está passando por uma (ou mais) provações que Deus quer usar para seu bem, mas que Satanás quer aproveitar para derrubá-lo?  Como?    Peça que Deus o capacite para não somente resistir a tentação, mas perseverar na provação para Sua glória.  Clame que a vida de Jesus seja manifestada através de suas atitudes em meio às grandes dificuldades.  Louve a Deus que Ele está aperfeiçoando sua fé e força pelo fogo das provações.
 

Dia 3: Tiago 1:2-4,12 

Leia Tiago 1:2-4,12.  Preste atenção especial aos versículos 4 e 12.  Estes versículos apresentam mais razões porque o cristão deve considerar provações como uma bênção em sua vida.  Quantas razões você consegue descobrir no texto:  

Qual a implicação prática da frase “Ora, a perseverança deve ter ação completa”? 

O que isso requer dos leitores?    

Você acha ser errado tentar “escapar” da provação”? 

Quando o cristão deve “permanecer debaixo” da provação (idéia por trás da palavra “perseverança”) , e quando deve escapar?  

Em que sentido seremos “perfeitos, íntegros, em nada deficientes” depois de passar a provação?  Como?  

Você está disposto a pagar este preço para que Deus complete Sua boa obra em sua vida?   

Qual a esperança maior oferecida no versículo 12 para aqueles que passarem bem a provação?  

Há muitas interpretações da “coroa da vida”.  Pode ser a coroa “caracterizada por vida”; a coroa “que é a vida (eterna?)”; “a coroa viva” ou a coroa “associada com a vida”.  Mas a idéia principal é que há uma promessa que Deus nos premiará pela perseverança fiel em dependência dEle na provação.    

Leia Hb 11:13-16, 37-40.  Como que os “heróis da fé” exemplificaram as atitudes que Tiago espera em seus leitores?   

Ore pedindo que Deus lhe dê tamanho fé para continuar firme e fiel por amor a Ele em meio a provação.  Peça que Ele mesmo capacite você para glorificar Seu nome mesmo no sofrimento  

Dia 4: Tiago 1:5-8 

Leia Tiago 1:5-8.Se há uma atitude que a provação deve gerar em nós, é a dependência do Senhor.  Infelizmente estes versículos, especialmente Tg 1:5, são tirados fora do seu contexto com certa freqüência.  Qual o contexto destes versículos (veja 1:2-4, 12)?   

Note bem a ligação entre o final do versículo 4 (“em nada deficientes”) e o início do versículo 5 (“se algum de vós necessita . . .”). 

A mesma palavra grega está por trás das palavras “deficiente” e “necessita”, constituindo um elo entre os dois versículos.  A idéia do versículo 5 é, “Mas se alguém ainda se sente deficiente . . . peça sabedoria a Deus!”.  

Por quê devemos pedir sabedoria em meio à provação?  Sabedoria para que?    

Qual a promessa do versículo 5?    

O que aprendemos sobre a natureza de Deus?    

Seu conceito de Deus é assim?  Ou você O vê como um Deus bravo, distante, mal-humorado?  Por quê esta última idéia está totalmente errada à luz do Novo Testamento?   

Conforme versículos 6 a 8, Deus requer que o pedido por sabedoria seja feito com fé.  Fé em quê (ou quem)?    

Por quê a fé é tão importante neste pedido por sabedoria?  O que sua ausência revela?   

Se é difícil para você encarar Deus como Alguém que tem maior prazer em DAR, ore pedindo que Ele se revele a você como realmente é.  Pense na possibilidade de juntar-se a outro irmão que desfruta mais facilmente desta comunhão e intimidade com seu Pai celeste.  

Escreva aqui, em suas próprias palavras, seu desejo de conhecer a Deus desta maneira:  

 

Dia 5: Gênesis 22:1-19 

Um dos pontos altos na vida de Abraão foi o momento em que Deus o provou, pedindo que ele sacrificásse seu filho amado, Isaque.  Veja a beleza não somente do propósito de Deus nesta provação, mas da provisão de Deus de um sacrifício. 

Leia Gênesis 22:1-19.   

Qual o tom deste texto?  Anote aqui as palavras que vêem a sua mente:    

O leitor sabe que esta foi uma prova da fé de Abraão.  Mas provavelmente Abraão não sabia nada  disso.  Pare para pensar em alguns eventos difíceis da sua vida (passado ou presente).  Será possível que Deus quer testar a SUA fé, a fim de demonstrar ao universo a glória dEle em SUA vida (assim como no livro de Jó!)? 

O que você detecta na narrativa que mostra a fidelidade e a fé de Abraão nesta provação?

Qual o momento mais lindo em toda esta história, na sua opinião?   

Você consegue tirar uma lição espiritual deste momento da história?  Qual?  

Neste texto Deus providenciou o sacrifício que Ele mesmo exigiu.  No Novo Testamento o sacrifício de Jesus é a provisão de Deus que nos dá “todas as bênçãos espirituais” que precisamos (Ef 1:3).  Baseado em nossa posição em Cristo, temos tudo que precisamos para vida e piedade (2 Pe 1:3), inclusive os recursos para passar os “testes” divinos.  Quais são algumas destas provisões que temos em Cristo?    

Se você continua passando por provações, ore a Deus pedindo que você aproveite mesmo dessas bênçãos espirituais em Cristo.  Peça que lhe dê a fé e fidelidade para superar a provação e glorificar Seu nome, mostrando-O digno de todo louvor e toda glória.  

 

Dia 6: Provérbios 24:10 

Você é uma pessoa de fibra?  Garra?  A Palavra de Deus deixa bem claro que em nós mesmos somos “vasos de barra” (2 Co 4:7).  Mas a presença de Jesus (o tesouro!) em nós nos fortalece justamente em meio às provações (Fp 4:13). 

Leia Provérbios 24:10. Este texto nos dá uma prova simples para avaliarmos nossa força e nossa dependência do poder de Deus.  Revela a fraqueza do orgulhoso que, quando posto à prova põe rabo entre as pernas e vai embora.   Como que a “angústia” (provações, circunstâncias difíceis) revela a pessoa como realmente é?   

Você consegue reconhecer a mão de Deus nas circunstâncias difíceis? 

O que você acha que Ele quer realizar por meio das provações?    

Leia Provérbios 3:5,6.  Como estes versículos chaves para a interpretação do livro de Provérbios nos desafiam à luz de Provérbios 24:10?  O que Deus quer de nós na hora “H”?   

Como Deus está trabalhando em sua vida AGORA, por meio das tribulações e “angústias” que você está passando?    

Leia Hebreus 4:16.  Onde Deus quer que corramos quando reconhecemos que, em nós mesmos, temos pouca força?   

Peça que Deus prepare seu coração para as horas de provação, ensinando-lhe a depender mais e mais dEle mesmo na bonança.